Os Benefícios das Artes e Ofícios

Os Benefícios das Artes e Ofícios
de Mindfood #smartthinking - traduzido por Marlu Lacerda

O amor pela criação tem efeitos surpreendentemente positivos na sua saúde.

Se pintura, escultura, desenho, scrapbooking ou fotografia são alguns de seus hobbies, você está inconscientemente promovendo saúde positiva enquanto cria. Há mais benefícios das artes do artesanato do que apenas diversão, que vão desde aumentar a autoestima e a produtividade cerebral até diminuir os efeitos de graves condições de saúde. Aqui estão apenas seis razões para você se jogar nas artes e ofícios.

Alívio do stress

Um estudo no American Journal of Public Health intitulado The Connection Between Art, Healing and Public Health descobriu que aqueles que se envolveram na arte experimentaram "reduções no estresse e ansiedade" e "aumento nas emoções positivas". Quando você se empenha numa tarefa artística, sua mente é capaz de romper com pensamentos que pressionam ou distraem e realmente se concentrar na tarefa criativa. Isto gera um estado meditativo onde as preocupações são momentaneamente esquecidas, reduzindo os níveis de estresse e criando clareza mental.

Aumento da confiança

Ver o trabalho acabado do seu empreendimento criativo proporciona uma explosão de autoestima que ilumina o humor ao aumentar o neurotransmissor dopamina. Conhecida como a molécula do bem-estar, a dopamina reduz a sensação de depressão e gera confiança. Os esforços criativos têm a capacidade de incutir uma sensação de realização no criador, o que naturalmente promove a felicidade.

Aumenta a empatia

Aprender sobre arte e envolver-se em arte tem a capacidade de mudar a maneira como você pensa e sente. O neurobiólogo Professor Semir Zecki da University College London descobriu que basta observar uma peça artística para proporcionar prazer e aumentar as habilidades de pensamento crítico. Ele concluiu que as pessoas que veem ou criam arte são mais tolerantes com outras pessoas e também mostram mais empatia.

Melhora a qualidade de vida das pessoas com doenças

A Conexão entre Arte, Cura e Saúde Pública também descobriu que pessoas com doenças debilitantes como demência e Alzheimer apresentaram "melhores resultados médicos" após a criação da arte. O processo criativo reduziu os sintomas psiquiátricos e aumentou o prazer e o comportamento social do paciente. O médico Dr. Arnold Bresky, que usa a terapia da arte para tratar pacientes com Alzheimer, diz que as memórias dos seus pacientes melhoraram em 70% desde que se envolveram com a arte.

Aumenta a produtividade cerebral

O aumento da dopamina causada pela criação de arte e artesanato aumenta a criação de novos neurónios, o que promove o foco, a concentração e prepara o cérebro para a aprendizagem. Ao criar arte, você fortalece a conectividade entre os hemisférios esquerdo e direito do cérebro, aumentando assim a resiliência psicológica e a produtividade.

Diminui o efeito de condições graves de saúde

Analisando mais de 100 estudos sobre os efeitos da arte na saúde mental e física, os pesquisadores descobriram que o meio tinha múltiplos efeitos positivos sobre aqueles que sofriam de grandes preocupações de saúde. Os sujeitos estudados experimentaram menos estresse, foram capazes de expressar seus sentimentos mais facilmente, e conseguiram manter a identidade de seu antigo eu através da arte. O oncologista pediátrico Dr. John Graham-Pole usa a arte para ajudar pacientes e funcionários a lidar com o hospital. Ele diz que:

"A arte é um determinante social da nossa saúde. Não cura uma doença em particular, mas beneficia tudo o que nos aflige".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.