O ócio criativo

Ócio Criativo
Ócio Criativo

Em seu livro O Ócio Criativo, o professor e sociólogo italiano Domenico de Masi apresenta como alegria e satisfação pessoal no dia a dia aumentam a criatividade, que por sua vez faz crescer o potencial de imaginação necessário a um melhor desempenho produtivo no trabalho.

Ao contrário do que muitos acreditam, ócio criativo não significa fazer nada. Por ócio criativo entende-se a união entre trabalho, estudo e lazer, de forma que alguém possa experimentar a riqueza gerada pelo trabalho, o conhecimento ocasionado pelo estudo e a alegria proporcionada pelo lazer.

Peter Senge, em seu livro A Quinta Disciplina, explica a importância da reflexão como parte das atividades cotidianas. Segundo o autor, nas empresas japonesas, quando uma pessoa está em silêncio em sua mesa parecendo fazer nada, os colegas não interrompem, pois um trabalho muito importante está em curso: o pensamento.

Essa pausa para reflexão é necessária não só no trabalho, mas em todas as atividades.

Trabalho e diversão não são antagônicos. O objetivo é equilibrar as relações profissionais e as necessidades pessoais e emocionais.

Em entrevista para o Conselho Regional de Administração do Rio de Janeiro (CRA-RJ), o professor e historiador Leandro Karnal afirmou:

Adotando o ócio criativo, as empresas seriam mais criativas, mais produtivas e reduziriam as despesas. Os trabalhadores teriam mais tempo para a vida pessoal, revitalizariam seus relacionamentos com a família, com o bairro, com a cultura; alimentariam a própria criatividade.”

BENEFÍCIOS DO ÓCIO CRIATIVO

Você se torna mais Criativo

Em 1881, o famoso inventor Nikola Tesla ficou gravemente doente numa viagem a Budapeste. Lá, um amigo da faculdade, Anthony Szigeti, levou-o a passear para o ajudar a recuperar.

Enquanto eles observavam o pôr do sol em uma dessas caminhadas, Tesla de repente teve uma visão sobre campos magnéticos rotativos - o que, por sua vez, levaria ao desenvolvimento do mecanismo elétrico de corrente alternada dos dias modernos.

Da mesma forma, Friedrich August Kekulé, um dos químicos orgânicos mais famosos da Europa do século XIX, descobriu a estrutura em forma de anel do composto químico orgânico benzeno enquanto sonhava acordado com o famoso símbolo circular de uma cobra a comer a sua própria cauda.

As invenções não foram feitas pela aplicação forçada da mente. Todas essas invenções são um resultado da aleatoriedade, fazendo a mente vagar.

Em outras palavras, nos tornamos mais criativos quando nossa mente está ociosa, sonhando acordado ou desfocada.

Você elimina o FOMO (FEAR OF MISSING OUT, ou Medo de Perder Alguma Informação)

Na era atual de 24X7 “conectividade”, mesmo que pensemos que estamos dando um descanso à nossa mente, na realidade, nossos dedos estão constantemente digitando em smartphones e laptops e mesmo alguns segundos de "desconectividade" nos traz um nervosismo ao pensar que coisas importantes podemos estar perdendo.

Especialistas de todo o mundo concordaram que esta "ocupação virtual" é uma das principais razões para os casos crescentes de doenças mentais que se espalham de forma alarmante entre os jovens.

Praticar o "nada" não só nos elimina do FOMO, mas também nos ajuda a assumir o controle de nossas vidas e utilizá-lo em atividades mais produtivas.

Você gerencia melhor o estresse

Estamos constantemente vivendo uma vida atribulada, com prazos apertados e expectativas ainda mais rígidas dos clientes.

Este trabalho "24 horas por dia", sem dúvida, causa estragos na nossa saúde mental e física e os "burnouts" e apagões estão ficando muito comuns hoje em dia, especialmente entre a geração mais jovem.

O ócio é a maneira de dar à sua mente a paz tão necessária e recarregar suas baterias ao mesmo tempo.

Ciclos freqüentes de ócio entre o trabalho ajudam a manter o estresse dentro de níveis gerenciáveis.

Você melhora a qualidade de sua vida

Sua vida se tornou uma grande rotina de trabalho e prazos sem fim?

Você está perdendo as pequenas alegrias da vida e não encontra tempo para si mesmo, suas paixões, seus hobbies e, acima de tudo, sua família?

O "nada" dá ao seu cérebro o tempo para pensar, o tempo para a auto-reflexão, no qual você pode retomar o controle de sua vida e fazer todas as coisas que mais importam para você. Isso o ajuda a estabelecer o equilíbrio entre a vida profissional e a vida pessoal que há muito tempo lhe escapa, apesar de seus melhores esforços.

Então...

Dedique um tempo para seu hobby, para uma atividade prazerosa e descompromissada e  deixe sua mente vagar sem rumo para lugares distantes...